• Cláudia Barbosa

Que tipo de messias Jesus é para mim?

Os contemporâneos de Jesus estavam certos de que o Messias haveria de vir e de que quando viesse os livraria da mão opressora e cruel dos romanos. Neste texto de Lucas, Jesus, após ler o trecho do livro de Isaías 61 que falava acerca do Messias, se apresenta como o cumprimento dessa promessa. Ele estava na sinagoga, junto dos seus compatriotas e dos conhecidos de sempre. Todos admiravam a forma como Jesus falava. Sua fama já tinha chegado em Nazaré.


As pessoas pediram que ele realizasse milagres e maravilhas como tinha feito em Cafarnaum, atos que atestassem e dessem credibilidade ao que ele afirmara. No entanto, Jesus os confrontou e frustrou as suas expectativas em relação ao Messias aguardado. Antes desse acontecimento, algo importante havia acontecido: Jesus, cheio do Espírito Santo, foi ao deserto e ali foi tentado pelo diabo. A tentação tinha a ver com o tipo de Messias que Jesus seria. Ele usaria seus poderes em benefício próprio? Ele realizaria milagres apenas para dar credibilidade às suas palavras? Faria prodígios espetaculares para garantir seguidores fiéis? Como Jesus iria realizar a missão do Pai? Jesus enfrentou as tentações do diabo com os mesmos recursos que nós temos para enfrentá-lo: a Palavra e o Espírito Santo.


Somos tentados a querer um Messias à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Queremos um Messias que realize os milagres que desejamos, caso contrário, nosso humor muda drasticamente. Vamos da admiração à frustração em tempo recorde. Ao responder à pergunta, que tipo de Messias Jesus é para mim, devemos meditar na resposta: que tipo de discípulo ou discípula eu sou de Jesus? Responder com honestidade a essas perguntas é crucial para nossa caminhada cristã. Lucas disse que Jesus, depois de confrontar os judeus com suas expectativas erradas acerca do Messias e de ser rejeitado por eles, se retirou do meio deles, não realizou nada e não voltou mais à Nazaré.


Só por meio da Palavra de Deus e no poder do Espírito Santo podemos ter a expectativa correta acerca de Jesus e abraçar suas palavras em obediência e submissão. Rejeitar Jesus e seu ministério pode ser definitivo. Nossas falsas expectativas podem querer colocar Jesus exatamente onde Satanás sugeriu, mas Jesus não aceitou. Convido cada um de vocês a responderem com honestidade as perguntas feitas acima. Avalie as expectativas que você nutre acerca de Jesus e como tem respondido às muitas maneiras que Jesus tem se revelado a nós.

6 visualizações