top of page
  • Pr. Carlinhos Veiga

Arrependimento

Hoje nós celebramos o segundo domingo do Advento. Esse dia tem por tema o “arrependimento”. Quando Pedro escreveu a segunda carta aos cristãos que haviam sido dispersos pela região da Ásia, Ponto, Calácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, alertou-os a uma questão que estava comprometendo a igreja. O falso ensino, os falsos mestres, a heresia que vinha para questionar e desvirtuar a Palavra de Deus. Os falsos mestres são conhecidos pela sua conduta (1Pe 3.3b). São zombadores que andam segundo suas próprias paixões. São heréticos quando à doutrina a devassos quanto a conduta. Participavam das festas dominados pelo prazer, tendo os olhos cheios de adultério, vivendo na prática do pecado, iludindo os instáveis e os que tem o coração exercitado na ganância. Pedro diz que eles estavam em situação pior do que antes de conhecer a Cristo, pois viviam como “o cão que voltam ao próprio vômito” ou ainda “a porca lavada que volta a revolver-se na lama” (2.22). Por isso a advertência de Pedro aos irmãos era: “recordem das palavras proferidas no passado pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador que os apóstolos de vocês lhes ensinaram” (3.2). A igreja precisa ser despertada sempre! Do contrário o inimigo cercará a igreja adormecida e aproveitará da nossa letargia espiritual para nos cegar o entendimento. Pedro estava naquela altura lembrando que a volta de Jesus não é uma invencionice dos apóstolos. É a doutrina mais repetida e enfatizada em toda Escritura Sagrada, no AT e no NV. O que os falsos mestres tentavam fazer era desviar os crentes da realidade de um julgamento pesado de Deus na história. Mas esse julgamento é algo muito sério! É tão sério para Pedro que ele repete pelo menos três vezes nesse mesmo capítulo (3.7,10,12). Deus purificará a terra dos ímpios e de toda manifestação de pecado presente nesse mundo. Por isso precisamos estar alertas para que não nos desviemos nem para a esquerda nem para a direita, sendo guiados por falsos mestres dos nossos tempos. É tempo de se arrepender, tempo de voltar para os caminhos do Senhor e aguardar a sua segunda vinda com firmeza e vigilantes, clamando “Maranata, vem Senhor Jesus”!

4 visualizações
bottom of page