• Pr. Carlinhos Veiga

Pentecostes

Hoje é o dia em que a igreja cristã ao redor do mundo comemora o Domingo de Pentecostes. A Festa de Pentecostes é celebrada bem antes do acontecimento marcante de Atos 2 – a descida do Espírito Santo. No Antigo Testamento ela era conhecida como Festa das Semanas (Dt 16.9-10) e comemorada na sétima semana após a Páscoa (Lv 23.15-21). Era uma festa agrícola, uma das três principais festas do povo judaico. O povo se reunia para celebrar a Deus no final dos cinquenta dias, após o início da colheita do trigo. Por isso, posteriormente se tornou conhecida como a Festa do Quinquagésimo Dia, ou Pentecostes (em grego).


No Novo Testamento essa celebração recebeu um novo significado. Naquele que seria o primeiro Dia de Pentecostes, os discípulos estavam reunidos num só lugar, em Jerusalém. Na cidade também estava numerosa multidão, vinda das mais distantes regiões e diferentes povos. Vieram para participar da festa. De maneira surpreendente e inexplicável ouviu-se o som de um vento muito forte que encheu a casa onde os discípulos estavam. E viram algo que parecia línguas de fogo que pousavam sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em diversas línguas, deixando a cidade atônita, pois glorificavam a Deus nos vários idiomas representados por aquela multidão de peregrinos.


Cumpriam-se assim, as palavras dos profetas do Antigo Testamento: viria o dia da grande visitação de Deus sobre o Seu povo. Podemos dizer que esse foi o dia em que a Igreja Cristã foi iniciada. O povo de Deus já existia, mas a Igreja de Cristo ainda não. Antes havia o povo de Israel, que com o passar dos tempos foi se degenerando por sua infidelidade ao Seu Senhor. Por isso os profetas esperavam a restauração de Israel através da vinda do Espírito de Deus (Ez 11.19; Jl 2.28,29).


Atos 2 relata a realização das profecias dadas por Deus e o início da Igreja. Esse novo povo é formado na presença do Espírito Santo. Igreja sem o Espírito não passa de instituição humana. É o Espírito quem cria vida espiritual e quem insere as pessoas no “Corpo de Cristo”, a nova estrutura de Deus na terra. Por isso esse domingo se reveste de um significado especialíssimo para toda cristandade. Rememoramos esse fato histórico de grande importância. É o Espírito Santo quem constrói a igreja que não é deste mundo, mas que revela ao mundo o seu Senhor e Salvador Jesus.

8 visualizações